Profissionais

Clínicas

Academias

Farmácias

Óticas

Produtos e Equipamentos

Laboratórios

Serviços Complementares

 

 

 

Doença do refluxo gastroesofágico


 
Dr. João Carlos Pereira

 
Médico
  Especialista em Dermatologia Clínica e Cirúrgica     

 

  
   Quando nós envelhecemos, nossas pálpebras sofrem mudanças indesejáveis, fazendo com que pareçamos tristes, eternamente cansados ou bem mais velhos do que realmente somos. Pior quando são realizados comentários do tipo: “olhar de peixe morto” ou o inaceitável “ar de ressaca”, mesmo em quem seja abstêmio convicto.

  
   Muitos fatores, tais como hereditariedade, fadiga muscular e danos causados pelo sol, podem acelerar essas mudanças. Muitos pacientes apresentam também “bolsas de gordura” juntamente com o excesso de pele flácida na pálpebra inferior e também na superior. Em muitos casos, o excesso de pele das pálpebras superiores é tão grande que atrapalha a visão. Esse excesso de pele e as bolsas de gordura podem ser removidos com o laser pulsado de CO2 ou com o bisturi tradicional, através da cirurgia chamada : blefaroplastia

   Atualmente, a cirurgia estética de pálpebra é uma das mais procuradas pelos homens, principalmente, porque o rejuvenescimento é significante, o procedimento é simples e de rápida recuperação.

Por quê as pálpebras caem?
As pálpebras podem cair por várias causas. A mais comum é devido à atrofia muscular, ou seja, quando o músculo não tem mais força para sustentar a pele. A pálpebra caída como a do jogador de futebol Amaral, ex-Palmeiras, chama-se ptose palpebral, devido à flacidez congenita do músculo.

Como é realizada a blefaroplastia?
A blefaroplastia pode ser feita tanto na parte superior quanto na inferior da pálpebra, separadamente ou em ambas ao mesmo tempo. A incisão da parte superior da pálpebra é feita nas dobras (linhas) naturais da pele.
A incisão da pálpebra inferior pode ser feita diretamente abaixo dos cílios ou na parte interna da pálpebra. O excesso de pele e o tecido gorduroso são removidos e as incisões são cuidadosamente fechadas. As incisões externas misturam-se com a pele e ficam normalmente imperceptíveis depois de pouco tempo
Quando não há excesso de pele na pálpebra inferior, mas existem bolsas gordurosas que estufam a pele, é usado a blefaroplastia transconjutival. Alternativa para remove-las sem incisões externas. O corte é realizado na parte interna evitando a cicatriz abaixo dos cílios. Embora seja de difícil visualização, é preferível evitar a cicatriz externa, por mais imperceptível que seja. A bolsa de gordura é removida através de pequena incisão interna, abaixo dos cílios, mas por dentro. Não há necessidade de pontos.
A cirurgia das pálbebras é cosiderada pequena e, por isto, normalmente realizada na própria clínica, não é obrigatória a internação, mas não deixa de ser um conforto importante, além de favorecer no pós operatório. A anestesia é local, mas, dependendo da preferência do paciente ou do cirurgião, pode também ser feita com sedação.

A blefaroplastia pode ser associada com outras técnicas?
A blefaroplastia pode ser combinada com outros procedimentos cirúrgicos ou não na própria área dos olhos ou em toda a face, na busca de um rejuvenescimento completo. Full face renew
Com a tecnologia high-tech do ThermaCool a pele pode sofrer uma retração sensível. As ondas de radiofreqüência deixam na parte profunda da pele uma quantidade de energia que é capaz de reestruturar todo o colágeno atrofiado e retrair a pele. Elimina aquela flacidez ou dobrinhas que incomodam, mas que ainda não esta no momento para uma remoção cirúrgica. Essa situação é mais evidente após as aplicações de Botóx. Para aquelas pessoas que já teriam indicação para a cirurgia, mas que por algum motivo não queem faze-la, o Resurfacing a laser é mais uma opção. O laser evapora as camadas superficiais da pele, estimulando o colágeno e retraindo significantemente a pele. A pele fica queimada, formado uma crosta superficial que dura cerca de 7 dias. O mais impressionante é que o tecido cutâneo sofre uma retração suficiente para devolver a elasticidade de muitos anos atrás, sem cortes, cicatrizes e pontos. O aparelho de Luz Intensa Pulsada, um tipo de laser, age. 
Peelings químicos faciais Rose Peel, Yellow peel e etc. também renovam as camadas superficiais, eliminando manchas e melhorando a textura da pele. Fica mais fina, lisa, clara e brilhante . O lifting cirúrgico, indicado para esticar a pele facial muito flácida também pode ser associado à cirurgia das pálpebras. As rugas e os sulcos também podem ser suavizados ou eliminados com os produtos de preenchimento ( Restylane, Perlane, Hylan gel, Artecoll, Evolution, Metacryl ...) Já o Botóx é para eliminar as rugas dos pés-de-galinha, frontais, entre as sobrancelhas e outras. Age diretamente na musculatura, relaxando e evitando a contração da pele e o surgimento das linhas de expressão.

São necessários exames pré-operatórios? 
Sim. Exames oftalmológicos são obrigatórios para avaliação completa do estado ocular pré-operatório e detectar a “síndrome dos olhos secos” (ausência de lágrima), hipertensão intraocular, doença retiniana séria, blefarite aguda antes de realizar a cirurgia. Exames laboratoriais de rotina são solicitados para maior segurança operatória.

Por quê uma blefaroplastia a laser?
Porque esta técnica cirurgica tem várias vantagens: menos sangramento, trauma do tecido, inchaço, dor, tempo operatório, maior precisão e melhor cicatriz. O retorno às atividades é bem mais rápido.
O laser corta a pele igual ao bisturi, com a vantagem de coagular ao cortar, não ocorrendo sangramento. Portanto, raramente ocorre hematomas (roxos), equimoses, dor e inchaços acentuados e demorados. O trauma e a manipulação são menores. A visualização da área é perfeita porque não há sangue no campo operatório. O pós-operatório é 1/3 do tempo da cirurgia convencional.

 
Quais os cuidados logo após a cirurgia? 
São recomendadas compressas de soro gelado e permanecer com a cabeça bem elevada ao deitar, nos dois primeiros dias. Evitar esforços e exercícios físicos por uma semana. Óculos escuros podem disfarçar o inchaço, enquanto este durar. Evitar exposições solares por 60 dias. A pessoa pode se defender do sol usando óculos escuros e filtro solar hipoalergênico. Evitar o uso de cosméticos nesta área até o médico autorizar.

Como eu vou parecer imediatamente depois do procedimento?
O paciente pode ter algum tipo de inchaço e formação de roxos. O inchaço começará a desaparecer dentro de poucos dias enquanto que os roxos podem levar várias semanas para sumir completamente. O paciente pode usar maquiagem para cobrir qualquer tipo de pigmentação da pele. As suturas (pontos) são removidas geralmente entre 5 a 7 dias depois da cirurgia.
Essa operação é facilmente tolerada pelo paciente. Podem haver pequenos desconfortos depois da cirurgia, os quais são facilmente controlados por medicamentos.
Tardiamente, dificilmente se vêem as cicatrizes porque elas ficam dentro da dobra da pele e por isto são imperceptíveis quando ocorrem.

Quais são os riscos?
Existem riscos como em qualquer procedimento cirúrgico. O grau de aproveitamento dessa cirurgia varia de paciente para paciente. Antes de decidir-se a realizar uma Blefaroplastia, você deve discutir todos os benefícios e riscos com o seu médico de acordo com o seu caso.
Os olhos são totalmente protegidos por lentes de contato especiais, não havendo possibilidade de afetá-los durante o procedimento que é utilizado laser. 

   Os honorários de um médico variam muito de um lugar para outro. As variações ocorrem conforme a formação, experiência e nome do profissional, além da tecnologia a ser utilizada na cirurgia. Nenhum plano ou seguro saúde cobre cirurgias estéticas. Um acordo financeiro diretamente com a clínica pode ser realizado e possibilitar a cirurgia.

 


 clique no nome para acessar o cadastro profissional Dr. João Carlos Pereira